Atualizado 18h47 Domingo, 08 de setembro de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Dilma afirma que seu governo é de "tolerância zero" com atos de corrupção (kkkkkkkkkk)

393 acessos - 0 comentários

Publicado em 17/12/2011 pelo(a) Wiki Repórter Júlio Ferreira, Recife - PE



-> - Foto: WEB
FAVOR DESCONSIDERAR A POSTAGEM ANTERIOR, COM O MESMO TÍTULO, UTILIZANDO ESTA PARA PUBLICAÇÃO.

É preciso abrir um concurso para definir o que é mais ridículo nesse governo nazipetralha. Afinal, diante de tantas presepadas, fica difícil determinar qual teria sido a “campeã”.
Alguns optam pela escolha  da cena em que a presidente Dilma, achando que alguém acreditava que ela estava falando sério, declarou que a marca do seu governo é a “tolerância zero” em relação a corrupção dos agentes públicos (será que ela esqueceu que de todos os “ministros maracuteiros” que deixaram seus cargos, nos dez primeiros meses de sua gestão, nenhum deles foi demitido por ela, sendo que em TODOS os casos os ministros pediram demissão dos cargos quando não conseguiram mais encobrir suas maracutaias, muitas das vezes “trocando” o pedido de demissão pela possibilidade de que seus malfeitos fossem “empurrados para baixo do tapete”, e não tivessem de devolver o que fora desviado do erário?).
Outros preferem escolher aquela hilariante cena em que o senador Humberto Costa, ocupava a tribuna do Senado para clamar por uma CPI que investigue as denuncias contidas no livro “A Pirataria Tucana” (será que o “zeloso senador” concordaria em aproveitar a ocasião para abrir duas CPI’s, sendo uma para apurar o “propinoduto” denunciado no livro “A Pirataria Tucana”, e outra para investigar, tal como os nazipetralhas não deixaram que fosse feito 2006, o “Escândalo dos Vampiros da Saúde”, episódios no qual estiveram envolvidos alguns dos seus mais “chegados” assessores do então ministro Humberto Costa, entre os quais um tal de Luiz Claudio, trazido do Recife para Brasília, como “homem de confiança” do ministro, especialmente para assumir a estratégica função de “Coordenador-Geral de Recursos Logísticos do Ministério da Saúde”, e que esteve “atolado até o pescoço” no monumental esquema de fraude nas licitações para compra de derivados de sangue, montado na pasta que estava sob sua responsabilidade, responsável pelo criminoso desvio de bilhões dos cofres públicos?).
Esse é o problema dos petralhas! Adoram apontar o dedo para os malfeitos dos outros, mas quando o “negócio” é com eles, imediatamente buscam um “otário” para assumir a culpa, recorrendo ao velho artifício do “boi de piranha”.

(FONTE -> www.ex-vermelho.blogspot.com/)

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Júlio Ferreira
Recife - PE



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br