Atualizado 18h47 Domingo, 08 de setembro de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Até quando os brasileiros serão obrigados a "escolher entre o sujo e o mal lavado"?

646 acessos - 1 comentários

Publicado em 16/12/2011 pelo(a) Wiki Repórter Júlio Ferreira, Recife - PE



_. - Foto: WEB
Sabe o causo daquele sujeito que descobriu que era corno, mas como não podia deixar a mulher, pois dependia financeiramente dela, passa a fingir que não sabe da sua “cornice”?
Pois é exatamente assim que se comportam os militantes petralhas, desde quando foram traídos por seus líderes, que antes viviam dizendo ser “reserva moral da política brasileira”, primando pelo princípio de “não roubar, nem deixar que outros roubassem”, mas que tão logo assumiram o poder, partiram para um magnífico esquema de corrupção, praticando tudo de “podre” que antes criticavam nos governantes anteriores.
Pois bem, como não podem brigar com quem lhes traiu, por não conseguirem abrir mão das “mamatas” que arranjaram, os nazipetralhas partem para cultivar, a guisa de consolo, a busca de outros casos de “traições”, a exemplo de tentar demonstrar que os militantes tucanos também foram “cornos”, em outras eras, em virtude de mazelas cometidas por outros governos, como se o fato de descobrirem que não são os únicos cornos os fizessem menos cornos do são.
A última tentativa de aliviar a “cornice aguda” tem sido a “orgástica” alegria em divulgar o livro “A Privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Jr.,como se os fatos apontados na obra fossem grandes novidades. É muita cara de pau! As maracutaias tucanas vêm sendo denunciadas desde a época em que ocorriam, e não constituem novidade para ninguém, tendo inclusive servido de “modelo” para muitas das armações engendradas pelos petralhas.
Afinal, se o povo brasileiro estivesse, em 2001, satisfeito com o modo tucano de governar, não teria caído na “lábia” de Lulla, quando, fazendo-se passar por “paladino da moral e da ética na vida pública”, enrolou os eleitores com aquela “conversa mole de não ter medo de ser feliz”.

(FONTE -> www.ex-vermelho.blogspot.com/)

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Júlio Ferreira
Recife - PE



Comentários
01
Reporte abuso
PAULO SPOCK
sampa 18/12/2011

O processo licitatório das privatizações na era FHC tem as mesmas características de licitação executadas em todos os tempos nos municípios, nos estados e na União: o favorecimento a determinadas empresas.
Este crime licitatório é ínfimo em relação às centenas de crimes de corrupção praticados no governo Lula e no governo Dilma.
O governo Lula foi o governo mais corrupto da história do Brasil. Não há como comparar.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br