Atualizado 16h15 Sexta, 06 de setembro de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Livro bomba revela bastidores das privatizações no Brasil

1226 acessos - 2 comentários

Publicado em 10/12/2011 pelo(a) Wiki Repórter Guara, Ponta Grossa - PR



Quando o jornalista Amaury Ribeiro Jr. anunciou que publicaria um livro sobre o modus operandi das privatizações no Brasil, muitos consideraram como a primeira lenda urbano-cibernética criada pela blogosfera brasileira. Mas, o que parecia ser uma falácia ameaçadora tornou-se realidade. O livro A Privataria Tucana, foi lançado nesta Sexta (09), e revela como o maior partido de oposição ao atual governo, através das das suas principais figuras, operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras. - Foto: Reprodução/ParanaBlogs
Quando o jornalista Amaury Ribeiro Jr. anunciou que publicaria um livro sobre o modus operandi das privatizações no Brasil, muitos consideraram como a primeira lenda urbano-cibernética criada pela blogosfera brasileira. Mas, o que parecia ser uma falácia ameaçadora tornou-se realidade. O livro A Privataria Tucana, foi lançado nesta Sexta (09), e revela como o maior partido de oposição ao atual governo, através das das suas principais figuras, operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras.
A obra apresenta documentos inéditos sobre lavagem de dinheiro e pagamento de propina, que resultaram em grandes fortunas tucanas desviadas para paraísos fiscais, após as privatizações do governo FHC. É de fazer inveja a qualquer escândalo de "mensalões" promovidos pelo poder político até então, e amplamente divulgados pela imprensa.

Demonstra quem são os reais vendilhões da Pátria brasileira, inescrupulosos dilapidadores do erário público. Revela a rede de espionagem montada pelo ex-governador de São Paulo José Serra, contra seu adversário interno no PSDB, o também tucano Aécio Neves. E o pernicioso conluio entre empresários nacionais e internacionais.

No capítulo 11, reproduzido pelo site Vi o Mundo de responsabilidade do eminente repórter investigativo Luiz Carlos Azenha, com autorização da editora do livro Geração Editorial, o autor revela quem é o "Dr. Escuta". Um dos personagens centrais de todo o esquema, conhecido e respeitado no ramo da espionagem existente no mundo da política. Em várias páginas do livro, A Privataria Tucana, Amaury menciona o presidente do PT, Rui Falcão, não poupando-lhe críticas como sendo o "fogo amigo" dentro do partido que representa o atual governo.

Amaury Ribeiro Jr., esteve sob investigação da Polícia Federal no episódio da quebra de sigilo dos tucanos, quando era repórter do jornal O Estado de Minas, em Outubro de 2009. O jornalista teria descoberto operações pra lá de suspeitas da filha e do genro de José Serra em paraísos fiscais. (Ver vídeo).

Aos Olhos do Sertão, este 09 de Dezembro será lembrado como o dia em que o povo brasileiro conheceu as entranhas da privataria que ocorreu no Brasil.

Assista aqui, entrevista-debate com o autor no lançamento do livro, transmitida ao vivo pelo Blog Tijolaço.com.

Aguardemos os desdobramentos na imprensa. Certamente surgirão polêmicas. Compre aqui, antes que consiguam censurar. E leia mais aqui.


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Guara
Ponta Grossa - PR



Comentários
01
Reporte abuso
Armando
Mogi Guaçu SP 11/12/2011

Ainda temos idéias chulas de que o estado tem que ser mínimo e entregar de graça para estrangeiros nossa comunicação, energia, água e petróleo e o estado sempre indo de joelhos buscar dinheiro do FMI. Essa é a idéia da nossa sempre ativa direita elitista, rascista e excludente. Cadeia nesses criminosos entreguistas do patrimônio brasileiro. Vamos pra rua exigir isso.


 
02
Reporte abuso
PAULO SPOCK
sao paulo 11/12/2011

Pode-se fazer muitas coisas com estatais. Jogá-las no lixo, implodí-las, doá-las, desativá-las e até vendê-las. Qualquer tostão para privatizar um monstrengo estatal é uma excelente oportunidade de se desfazer de um "ralo" de escoamento de dinheiro público.
O Estado deve cuidar da coisa pública, isto é, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, JUSTIÇA, SAÚDE E INFRAESTRUTURA. O resto nem pensar. Usaram mal o dinheiro da venda? que apure! O fato é que as privatizações no governo FHC foram essenciais para nosso país.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br