Atualizado 23h34 Domingo, 25 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Acordo de comércio com Israel pode triplicar fluxo com Brasil em 5 anos

804 acessos - 1 comentários

Publicado em 16/03/2010 pelo(a) Wiki Repórter mirna_cavalcanti_de_albuquerque, Rio de Janeiro - RJ



Depois (ou antes?) Lula negou-se a participar da cerimônia em homenagem ao fundador do Estado de Israel... foi vergonhoso para o Brasil. Afinal, o Celso Amorim não é o "gênio" da diplomacia brasileira? - Foto: Encontra-se na página indicada ao fim da matéria

Brasileiros e muitos judeus aqui habitam. Inclusive "Silva" é, indubitavelmente, um dos muitos nomes adotados pelos chamados "Novos Cristãos", principalmente em Portugal, para escaparem dos horrores da Inquisição. Portanto Lula, quer queira, quer não, descende de Judeus, como grande parte dos brasileiros. Sei. Parece que nada ter a ver nome com país, comércio, etc... mas há conexão, quando não só é menosprezado o sangue que lhe corre nas veias, como pode ser classificada como grosseria ter-se negado a participar de tal cerimônia.

Por outro lado, qual o motivo real - e aceitável pela Lógica -, para seu não comparecimento a uma solenidade a qual todos os demais chefes de Estado e/ou Governo são convidados quando se encontram em missão oficial? Onde a está a Diplomacia? O que faz Celso Amorim?

Mirna Cavalcanti de Albuquerque

Este aumento no volume de comércio poderá ser sustentado com a transferência de tecnologia e inovação israelense, diz Fiesp. O Acordo de Livre Comércio entre Mercosul e Israel, que deve entrar em vigor no próximo mês, poderá triplicar as trocas comerciais com o Brasil, disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, nesta segunda-feira (15), em Jerusalém, Israel.

O anúncio foi feito durante encontro empresarial, que contou com a presença do presidente israelense Shimon Peres, e do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que veio acompanhado pelo ministro Miguel Jorge (do Desenvolvimento) e pelo chanceler Celso Amorim. Trata-se do primeiro acordo desta natureza assinado pelo bloco do Cone Sul, fora do âmbito da Associação Latino Americano de Integração (Aladi). "Com o acordo em vigor, podemos aumentar em três vezes o fluxo comercial entre Brasil e Israel até 2015, apoiados na transferência de tecnologia e inovação israelense, áreas em que Israel é referência mundial", afirmou o presidente da Fiesp.

O acordo trata apenas do comércio de bens e inclui capítulos sobre os temas de regras de origem, salvaguardas, cooperação em normas técnicas, cooperação em normas sanitárias e fitossanitárias, cooperação tecnológica e técnica e cooperação aduaneira. Inclui ainda a possibilidade de se incluírem novos temas no futuro, como o comércio de serviços e investimentos. O texto abrange 92% das importações e 95% das exportações.

A oferta de Israel contém oito mil itens que terão um cronograma de redução gradual de tarifas em oito anos. A oferta do Mercosul reúne 9.424 itens cujas tarifas serão reduzidas em 10 anos. O Acordo prevê listas separadas para cada país do Mercosul. Israel excluiu 866 produtos de sua oferta, sendo que os principais setores foram alimentos (238), produtos da agricultura (300) e pecuária (277). Já o Mercosul excluiu 326 produtos de sua oferta, sendo que os principais setores afetados foram têxteis (126), químicos (49) e materiais de transporte (49).

No entanto, a Fiesp lamenta a exclusão do etanol no texto final das negociações. O produto brasileiro continuará sofrendo com uma tarifa aplicada de 140% mais US$ 0,54 por galão para entrar no mercado israelense.

Fábio Rocha, de Jerusalém, Israel, para Agência Indusnet Fiesp

Fonte:
http://www.fiesp.com.br/agencianoticias/2010/03/15/acordo_comercio_israel_brasil_pode_triplicar_fluxo.ntc


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
mirna_cavalcanti_de_albuquerque
Rio de Janeiro - RJ



Comentários
01
Reporte abuso
AIRTON BATISTA - ADVOCACIA LIBERAL INTER
FORTALEZA 07/05/2010

PARABÉNS.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br