Atualizado 13h19 Sexta, 23 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

De vendedoras da Avon a churrasqueiro de gato: todos podem abrir empresa pela internet

5546 acessos - 5 comentários

Publicado em 01/07/2009 pelo(a) Wiki Repórter mktmais.blogspot.com, São Paulo - SP



O fim da informalidade - Foto: web
Finalmente, chegou a era da abertura de empresas em menos de 1 hora e pela internet. O governo resolveu facilitar a vida da população e a partir de agora você pode abrir uma empresa mais rápido do que criar um blog! Calma, não é para todo mundo, mas com a ajuda do governo, a maioria, melhor, milhares de brasileiros informais poderão garantir um lugar na sombra, debaixo do guarda-sol do Governo Federal.

A partir de hoje (01/07/2009), empreendedores informais poderão formalizar suas empresas em até 30 minutos, através da internet. As adesões ao Empreendedor Individual, figura jurídica que facilitará a formalização de empreendedores como manicures, costureiras, carpinteiros, cabeleireiros, sapateiros artesãos, entre outras profissões, serão feitas pelo Portal do Empreendedor www.portaldoempreendedor.gov.br.

A expectativa é de que até julho de 2010 a adesão chegue a 1,1 milhão de pessoas. Se o governo fizer um bom boca-a-boca, que a mídia deve fazer a partir de hoje, quem sabe não estimule os informais a se regularizarem. Qualquer Lan House, CDI e internet em comunidades pode servir de ponto de cadastro, é apenas uma visão simples de criar pontos em todos os lugares possíveis.


No portal, o profissional obterá o registro no CNPJ e as inscrições na Previdência Social e na Junta Comercial. A adesão ao Empreendedor Individual garantirá vários benefícios, como aposentadoria e auxílio-doença. Empreendedores do comércio e da indústria pagarão um valor fixo mensal de 11% sobre o salário mínimo - hoje R$ 51,15 - referente ao INSS pessoal, mais R$ 1 de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços). Prestadores de serviços arcarão com os mesmos 11% sobre o mínimo mais R$ 5 de ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza). Já os profissionais que atuam em atividades mistas (indústria ou comércio com serviços) pagarão os 11% do mínimo mais R$ 1 de ICMS e R$ 5 de ISS.

O Empreendedor Individual foi criado pela Lei Complementar 128/08, que aprimorou a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (LC 123/06). Poderão se formalizar por meio desse mecanismo empreendedores da indústria, comércio e serviço com receita bruta anual de até R$ 36 mil, exceto locação de mão de obra e profissões regulamentadas por lei. Os interessados podem ter no máximo um funcionário com renda de até um salário mínimo mensal ou o piso salarial vigente correspondente à categoria profissional. Dúvidas? Acesse aqui.

Por que é interessante?

A) Cobertura Previdenciária para o Empreendedor e sua família, traduzida nos seguintes benefícios.

Para o Empreendedor:

1- Aposentadoria por idade: mulher aos 60 anos e homem aos 65. É necessário contribuir durante 15 anos pelo menos e a renda é de um salário mínimo;
2- Aposentadoria por invalidez: é necessário 1 ano de contribuição;
3- Auxílio doença: é necessário 1 ano de contribuição;
4- Salário maternidade (mulher): são necessários 10 meses de contribuição;

Para a família:

1- Pensão por morte: a partir do primeiro pagamento em dia;
2- Auxílio reclusão: a partir do primeiro pagamento em dia;

B) Acesso a serviços bancários, incluindo crédito.
C) Apoio técnico do SEBRAE sobre a atividade exercida;
D) Possibilidade de crescimento em um ambiente seguro;
E) Desempenhar a atividade de forma legal, sabendo que não sofrerá ações do Estado;
F) Formalização simplificada e sem maiores burocracias;
G) Baixo custo da formalização em valores mensais fixos
H) Simplificação no processo de baixa e ausência de pagamento de taxas.
F) O Governo vai arrecadar milhões, vai saber o tamanho da informalidade e ainda vai lucrar com isso tudo.

O mais interessante disso tudo é que o governo resolveu fazer uma lista das principais atividades abrangidas pelo público-alvo pretendido para o MEI, ou seja, aquelas oriundas de atividade por conta própria, urbana, e de baixa renda.


Veja algumas delas:

-ANIMADOR DE FESTAS
-ASTRÓLOGO
-BABY SITER
-CARREGADOR DE MALAS
-CHURRASQUEIRO AMBULANTE
-COBRADOR (DE DÍVIDAS)
-COLOCADOR DE PIERCING
-DEPILADORA
-LAVADOR DE CARRO
-PANELEIRO (REPARADOR DE PANELAS)
-PIPOQUEIRO
-PIZZAIOLO EM DOMICÍLIO
-PROFESSOR PARTICULAR
-PROMOTOR DE EVENTOS
-RESTAURADOR DE LIVROS
-TAXISTA
-VASSOUREIRO
-VENDEDOR DE COSMÉTICOS E ARTIGOS DE PERFUMARIA
-VINAGREIRO


Acessei o site hoje (01/07/2009) e tive a grande notícia de que só vai funcionar por enquanto no Distrito Federal e depois nos outros Estados. Parece que é uma características dos sites do governo (lembram da matéria do Blog do Governo?).

Será que o governo não está precisando de consultorias de Marketing? É uma oportunidade única para que as empresas que trabalham com esses informais torná-los "formais". Vai ter campanha de incentivo e premiação com os valores da legalização aos montes, garanto. Espero que empresas como Avon, Natura e diversas outras que usam a mão-de-obra alheia possam se tornar parcerias do projeto do Governo Federal.

A minha única preocupação com esse processo todo é, e se amanhã você quiser encerrar a "formalização"? Não encontrei respostas, ainda, para esse processo. Ponto crítico em todo esse processo estratégico do governo, que pode virar uma bola de neve.

Fonte: Sebrae, mktmais.blogspot.com


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
mktmais.blogspot.com
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
edmilsonsão
são mateus 18/01/2012

quero abrir uma impresa no ramo da contrução civil pois sou pedreiro com vasta experiencia na contrução, e quero expandir meus negocios,w como devo fazer para abrir uma micro empresa.


 
02
Reporte abuso
Alberto Arruda
S. Miguel 10/06/2011

Estou desempregado, detentor do rendimento de Inserção e gostaria de criar a minha própria empresa.
Tenho um projecto que é rendável e também posso empregar quem está na mesma situação.


 
03
Reporte abuso
Aline Barros
manaus 02/04/2011

tenho um caminhão e gostaria de saber se posso abrir uma empresa , e se no estado do amazonas ja esta valendo este cadastro é um ótima oportunidade para as pessoas, pois abrir uma empresa é muita burocracia e gastos altos.


 
04
Reporte abuso
Aluisio Dias
Guarulhos 29/03/2011

bom dia eu gostaria de saber como faço para abrir uma microempresa, e se vai atrapalhar na minha aposentadoria pois eu estou perto de aposentar e talvez possa me prejudicar desde já eu agradeço


 
05
Reporte abuso
agton
REgistro 05/08/2009

Interessante.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br