Atualizado 17h21 Sábado, 10 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Ser ou não ser competente

482 acessos - 0 comentários

Publicado em 17/02/2012 pelo(a) Wiki Repórter Julio César Cardoso, Balneário Camboriú - SC



Outro dia, assistia, pela televisão, a dois políticos carreiristas serem entrevistados: Roberto Requião (PR) e Ciro Gomes (CE). E, coincidentemente, ali estavam reunidos duas figuras que representam o que há de mais autoritário no cenário político nacional. A única diferença substantiva, observada entre ambos, está na conceituação do que seja moralidade pública. Enquanto o senhor Ciro Gomes abriu mão da prebenda vitalícia de ex-governador, o impoluto senador Requião continua a desfrutar da imoralidade.

Pois bem, abordando o cenário político nacional, os entrevistados falavam como se tivessem a solução para resolver os grandes problemas brasileiros, só que em suas gestões administrativas estaduais, os resultados não guardaram conformidade com a eloquência de suas exposições. Esses são os políticos oportunistas com os quais nos deparamos há muito tempo no Brasil. Políticos da velha-guarda, com “fórmulas fáceis”, que só estão interessados nas luzes da ribalta do poder.

Roberto Requião, com a sua empáfia de valentão, muito se assemelha ao ex-governador cearense. Só que de útil, até agora, ambos nada legaram de positivo ao país. Na última década, principalmente entre 2003 e 2010, período em que o senador Requião, do PMDB, governou o Paraná, Curitiba experimentou um fracasso em matéria de política de segurança pública. “Sua administração foi uma incompetência brutal em termos administrativos e gerenciais no tema da segurança pública”, diz o sociólogo Pedro Bodê, coordenador do Centro de Estudos Humanos da Universidade Federal do Paraná. Com opinião idêntica manifestou-se o ex-governador paranaense Jaime Lerner, três vezes prefeito de Curitiba e responsável por muitas das obras que tornaram a cidade uma referência em urbanismo: “Houve uma omissão do poder estadual, refletida na falta de investimento na área de segurança e em um governo autoritário e arrogante”.

A cidade que era um modelo de urbanização foi espremida por uma periferia abandonada à própria sorte e se tornou uma das mais violentas do Brasil, segundo a revista Veja. Hoje, Curitiba está classificada, conforme o Instituto Sangari, que realiza esse levantamento desde 1998, na 6ª posição no ranking das capitais com maiores índices de homicídios. Ser ou não ser competente, eis a questão, senhores governantes!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Julio César Cardoso
Balneário Camboriú - SC



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br