Atualizado 18h47 Domingo, 08 de setembro de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Comitê do Obama para o Brasil

318 acessos - 0 comentários

Publicado em 18/09/2011 pelo(a) Wiki Repórter Jefferson Nóbrega, Brasília - DF



As coisas andam divertidas no escritório de jornalismo da Rede Globo em Washington, o Comitê do Partido Democrata para o Brasil. Na quinta-feira, Barack Hussein Obama foi ao Congresso pedir apoio ao seu plano de criação de empregos: para revigorar a economia de um país com uma dívida trilionária, é preciso torrar mais 450 de bilhões de dinheiro público. Ou seja: o fracasso do governo requer mais governo, conforme o credo esquerdista.

Obama exortou os parlamentares a aprovar o plano pelo bem dos Estados Unidos. O Jornal Nacional chamou seu correspondente Luís Fernando Silva Pinto para comentar o pronunciamento. "Obama desafiou a oposição a agir, mas não usou um tom rancoroso", disse o jornalista, salientando a nobreza do homem. "A estratégia foi oferecer soluções que, se os republicanos não apoiarem, terão que explicar aos eleitores". Havia um sorriso na cara do Silva Pinto. Devia estar orgulhoso da astúcia obâmica.

William Bonner quis saber se esse apelo à transferência de responsabilidades não arrisca a reeleição de Obama. Silva Pinto tranqüilizou o público. "Pode ser que ele consiga algum apoio do Congresso agora, porque os deputados e senadores de oposição também precisam se reeleger em novembro do ano que vem. E os eleitores americanos estão muito mais decepcionados com os políticos do que com o presidente Obama". De novo aquele sorriso na cara do correspondente. Eu também achei graça da descoberta: o presidente engajado na campanha pela reeleição não é político.

Mas avacalhação mesmo foi o Arnaldo Jabor no Jornal da Globo falando dos dez anos do 11 de Setembro e difamando americanos patriotas com base nos artigos que lê no esquerdista New York Times. "A queda das torres levou à queda da economia, deixando destroços até hoje. Bin Laden é um vitorioso, e seu terror continua, agora ajudado pelos republicanos da direita radical. Se Bin Laden fosse vivo, apoiaria os tea parties", pontificou o sábio.

"O Jabor matou a pau!", avaliou um homem-bomba da Al Qaeda que acompanhava pela parabólica.
Qualquer objeção à agenda socialista e perdulária de Obama é radicalismo de direita, encarnado, segundo a imprensa esquerdista, no Tea Party, cidadãos que reivindicam uma política fiscal responsável, que não leve o país à falência. São considerados terroristas por um comentarista fanatizado por slogans progressistas. Um homem nessa condição é capaz de qualquer imbecilidade. O Jabor deve se achar transgressor fazendo isso.

***

Publicado no jornal O Estado.

Bruno Pontes é jornalista - http://brunopontes.blogspot.com

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Jefferson Nóbrega
Brasília - DF



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br