Atualizado 23h07 Sábado, 24 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Prefeita é afastada por corrupção em SP

352 acessos - 0 comentários

Publicado em 15/09/2011 pelo(a) Wiki Repórter Roberto Leal, Salvador - BA



A prefeita de Jandira é mais um politico que caí - Foto: Internet
A Câmara municipal de Jandira, na Grande São Paulo, afastou na tarde desta terça-feria, 13, a prefeita Anabel Sabatine (PSDB), em meio a uma onda de denúncias de desvios de recursos em sua administração. Por seis votos a quatro, os vereadores decidiram tirar Anabel do cargo. Ela pode ir à Justiça para tentar liminarmente retomar a cadeira de chefe do Executivo. Em seu lugar fica o presidente da Câmara, vereador Wesley Teixeira (PSB).

Anabel assumiu a prefeitura em dezembro, no lugar de Braz Paschoalin (PSDB), prefeito executado a tiros de grosso calibre. A polícia concluiu que Braz foi vítima de uma organização que pretendia tomar o poder municipal. Entre os suspeitos pela morte do tucano estão dois ex-secretários municipais, de Habitação e de Governo.

Para investigar suposto esquema de corrupção no governo Anabel, a Câmara instalou uma Comissão Especial de Inquérito. O vereador Zezinho do PT é o presidente da comissão. “A corrupção em Jandira é um câncer”, afirma o vereador.

Contra a comissão, a prefeita foi à Justiça. Ela pediu trancamento da investigação sob argumento de que é alvo de procedimento de natureza política. A Justiça não acolheu a iniciativa de Anabel, em decisão tomada nesta terça feira, 13.

O vereador Zezinho do PT afirma ter provas de que a prefeita fez compras superfaturadas e está usando recursos do ensino básico e também verba destinada à vigilância sanitária para cobrir despesas com a folha de pessoal. Ele diz que a prefeita promove nepotismo na gestão municipal. Relata que a prefeita adquiriu material de construção, “mas não existe uma única obra pública na cidade”. Entre os equipamentos que a tucana teria comprado estão 15 mil torneiras. “Tenho todas as notas fiscais”, conta o vereador. O fornecedor do material, aponta Zezinho do PT, é filho do prefeito assassinado, Braz Paschoalin.

Outra denúncia que pesa contra o governo Anabel é que ela teria dirigido licitação para contratação de um sítio ecológico em Araçariguama (SP) para levar 11 mil crianças para passeio. A prefeitura iria pagar R$ 78 por criança. Segundo a denúncia, as propostas de empresas interessadas na concorrência seriam abertas nesta terça-feira, 13, mas no início de setembro a Secretaria de Educação já havia preparado cronograma completo do passeio em Araçariguama. A prefeita não respondeu contatos da reportagem do Estado. Seu secretário de imprensa, Ronie Assunção, também não atendeu.


Fonte: Agência Estado

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Roberto Leal
Salvador - BA



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br