Atualizado 19h48 Terça, 25 de outubro de 2011   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Chuá, Chuá (Cascatinha e Inhana)
Publicado em 25/10/2011 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Solamente Una Vez (Julio Iglesias)
Publicado em 25/10/2011 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Hino da Índia
Publicado em 25/10/2011 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

"Iraque, 40 dias de terror: o retrato da vergonha"

109 acessos - 0 comentários

Publicado em 27/06/2011 pelo(a) Wiki Repórter Gerson, São Paulo - SP



Blog do WordPress: www.gersonjornalista.wordpress.com - Foto: Gérson Siqueira
 Gérson Siqueira

Matar. Esse é o grito de guerra do Primeiro Batalhão de Reconhecimento dos fuzileiros navais americanos na minissérie “Iraque, 40 dias de terror”, uma adptação do livro Generation Kill com direção de Suzane White. “Iraque, 40 dias de terror”, exibida no Brasil pela TV Band, é um espetáculo de horrores que tem como espectador privilegiado o jornalista da Rolling Stone, Evan Whright.

Diante de corpos mutilados, fuzileiros cantarolam baladas country destilando sua preocupante xenofobia contra o resto do mundo. Comentários maldosos do tipo ” porto-riquenhos são mexicanos tropicais”, “ele com certeza é gay”, “a comida daqui não vale nada” ou até mesmo que ataquem a fé como “hoje eu vou urinar no cadáver desses mulçumanos” são comuns em todos os episódios da minissérie.

Como de hábito, quem paga a parcela maior da conta são os civis iraquianos. Antes da triunfante chegada à Bagdá – feita com verdadeiro escárnio pelos militares- ninguém é poupado, até mesmo aqueles que saudavam com alegria o comboio no deserto, simpatizantes da invasão americana.

“Iraque, 40 dias de terror”, não é apenas mais uma obra de ficção, mas um alerta para o mundo. É o retrato fiel de um Pais que não se refez ainda da derrota sofrida no Vietnã. Para isso, precisa invadir outras nações em “nome de Deus” (justificativa de um famoso ex-presidente) para aplacar a sua sede de vingança. O retrato vergonhoso de um País que gasta toda semana 2 bilhões de dólares em armamentos para sua tropa no Iraque, sem se preocupar em deixar exemplos para as futuras gerações.

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Gerson
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2011. Brasil Mídia Digital

jb.com.br