Atualizado 23h34 Domingo, 25 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

O empresário semideus

672 acessos - 0 comentários

Publicado em 14/03/2010 pelo(a) Wiki Repórter JohnRobertvisao, São Paulo - SP



Alguns até pensam que são... Mas "quebram a cara" no ocaso da vida! Haja vista que, tardiamente, compreendem POR QUE tinham tanto DINHEIRO, PODER E FAMA. Neste artigo, obviamente, não falarei daquele empresário que tem um carrinho de cachorro-quente ou que seja um simples camelô. Não... não é o caso; o mote desta minha singela observação se remontará à minha experiência de "bodas de prata" na seara empresarial como CONSULTOR.

Interessante "aura positiva" é a dos empresários que possuem dinheiro, poder e fama. Porém, o que percebemos é que muito pouco é real, verdadeiro, consistente e duradouro.

O que se constata é que a "ILUSÃO DE SER GRANDIOSO"... isto acaba quando o dinheiro se vai. Aí percebe-se quem era o "medalhão" atrás de toda aquela "prosápia".

Há uma verdadeira fascinação nas "massas neófitas" ao empreendedorismo quando se fala em atingir o SUCESSO.

A grande maioria CRÊ PIAMENTE que SUCESSO EMPRESARIAL é andar num belo carro e/ou residir num bairro chique... uma triste, utópica e erradísima percepção da vida, mas fazer o quê? Questão de cultura e evolução, cada qual tem a sua. Este figurão, chamado popularmente de grande empresário ou milionário quase sempre desfila pela mídia afagando seu ego e amainando sua sede de FAMA. Porém, alguns detestam e se afastam de tudo por completo, chegando às raias do ostracismo, pois sabem dos riscos que correm ao aparecer demais.

Tanto um como outro, ambos SÃO RICOS FINANCEIRAMENTE e tudo o que desejam está ao alcance de suas mãos, levando-os a um completo desequilíbrio nas suas relações interpessoais. Não conseguem conviver com o "não", entorpecendo sua ótica vivencial. Além do que, com a descarada e constante "puxação de saco", os fazem acreditar que o mundo só gira porque eles existem.

Metidos, orgulhosos, arrogantes, mal-educados... verdadeiros déspotas, é no que muitos destes "empresários milionários" se tornam, promovendo um "caos social", haja vista as besteiras, desmandos e cagadas que realizam à sua volta. Como já disse, acham mesmo que tudo deva ser como eles pensam e querem. Agem como "crianções", proferindo o famoso: "...quero porque quero"...uma verdadeira "merda humana", que todos tem que agüentar só porque o idiotinha "QUER E QUER".

Suas mulheres sofrem, pois os desmandos NO LAR são os piores que podem existir. Vivem jogando na cara de toda a família que ele trabalha muito e tudo ali só existe porque ele "comprou e pagou"... Às vezes ressalta, a todos, uma gigantesca profanação com uma frase bem peculiar, aos berros, dizendo: "...bando de vagabundos e chupins".

Com o passar do tempo, aqueles que convivem com este "estereótipo" de gente acabam se adequando aos "mimos e loucuras" do "milionário" metido a besta. Instala-se à sua volta uma verdadeira FICÇÃO, pois todos fazem o que ele quer e manda, atendendo ao "bibelô". Porém, ninguém mais o suporta e só o faz porque ele tem a grana e paga o conforto dos que o rodeiam... Surge um PARASITISMO deprimente nas relações humanas porque este simples ser humano, por conseqüência reencarnatória, se vê com muito dinheiro. Colocou tudo a perder com deslumbres, fantasias e criancices.

Se conheço algum? Infelizmente, conheço vários. Raro mesmo é o que age ao contrário deste quadro dantesco relatado acima, pois o EXCESSO DE GRANA promove nas mentes sem evolução verdadeira fascinação e aí o que vemos é isto... milionários megalomaníacos. O pior é quando esses se metem a entrar no dia-a-dia de sua empresa. Por estarem afastados do básico vivencial, que é a fraternidade, igualdade, humildade, solidarismo e humanismo, por estarem longe de tudo isto, cometem verdadeiros CRIMES DE RELACIONAMENTO, pois quase sempre "transam com todas à sua volta" e "são como Hitler nas decisões cotidianas"... um horror!... são como "monstros" em corpo de gente, mas só eles não percebem.

Claro que nem todos os empresários milionários são assim como descrevi... claro que não! Porém, importante salientar, RAROS são os que fazem o contrário, ou seja, até existem, mas são a exceção, não a regra.

Dois tipos desta "praga humana" são muito comuns no segmento empresarial. Uns são falastrões, risonhos e muito brincalhões; a outra categoria é a dos quietos e exclusivistas, não se misturam, pois são semideuses e não se misturam à plebe, ao povo.

Quase sempre este "empresário milionário, transviado e desequilibrado", possui desvio de caráter e ético, além do que está distante de ser chamado de humano, pois desconhece as penúrias sociais, haja vista que sua RIQUEZA É DE BERÇO, ou seja, vem de HERANÇAS. NÃO RALARAM, não tiveram que pisar na lama, logo, não sabem o REAL VALOR do dinheiro, desperdiçando-o sempre. E não dão importância às RELAÇÕES HUMANAS, maltratando amiúde os que lhe rodeiam.

Triste mesmo são os filhos, que assistem de camarote as asneiras ditas e loucuras feitas pelo PAI IDIOTA E RICO... lamentavelmente, descobrirão que o "progenitor babaca" não passa de um "fantoche do vil metal", pois quando acaba o "cascalho", ficam loucos de uma vez por todas ou se tornam amantes da paz e da vida pobre e miserável, dizendo sempre que dinheiro "não vale nada".

OS RAROS EMPRESÁRIOS MILIONÁRIOS E CONSCIENTES se dedicam exclusivamente ao bem e ao próximo, pois acordaram há muito tempo para o que se leva desta VIDA e já sabem que não é sua FORTUNA MATERIAL, aliás esta pode até acabar enquanto ainda esteja encarnado.

Estes sábios empresários se dedicam à FILANTROPIA E MECENATO, quando não, fundam ongs e doam MUITO DINHEIRO à obras de assistência social... não param de trabalhar, pois sabem que o seu relógio da VIDA está passando rápido, além do que carregam a consciência de que seus PENSAMENTOS e ATITUDES estão sendo registrados no livro do PLANO MAIOR, que é a ESPIRITUALIDADE, verdadeira casa de onde viemos e haveremos de retormar, irrevogavelmente.

São RICOS na Terra, POIS DECIDIRAM no PLANO DO ASTRAL este tipo de encarnação missionária. PORÉM, NÃO HÁ DIREITO SEM CORRELATO DEVER... como sabemos, NÃO HÁ ACASO, mas sim méritos e carmas, não se excluindo o darma. SEREM BONS E MAIS HUMANOS até se tornam, mas tardiamente...lá no ocaso da VIDA. E aí muita água já rolou no leito do rio da VIDA e pouco consegue-se aproveitar ou recuperar. Daí, no auge de sua senilidade, surge a neurastenia, esquizofrenia, labirintite, Alzheimer e outras... Quando não, verdadeiras enfermidades, "destruindo" o veículo corporal por completo, sede temporária de nosso ESPÍRITO.


Veja esta mensagem em http://www.youtube.com/watch?v=Wn11PQx0dyQ


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JohnRobertvisao
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br