Atualizado 17h06 Segunda, 13 de dezembro de 2010   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Afegã é chicoteada por fugir de casamento
Publicado em 13/12/2010 pelo(a) wiki repórter dilmamentiras, camboriu-SC
Lula lamenta fim da CPMF
Publicado em 13/12/2010 pelo(a) wiki repórter dilmamentiras, camboriu-SC
Rihanna exibe `corpão´em programa de TV
Publicado em 13/12/2010 pelo(a) wiki repórter dilmamentiras, camboriu-SC
Política

A estrela (de)cadente

284 acessos - 3 comentários

Publicado em 24/08/2009 pelo Wiki Repórter Soares, Divinópolis - MG





Os ideais que nortearam o PT não existem mais para o partido. - Foto: Soares(montagem)

Surpreende-me que ainda existam pessoas que se surpreendam com o PT. O partido que atuava sob a aura dos nobres princípios, da luta pela justiça social, e da defesa intransigente da ética, há muito já não existe, se é que algum  dia realmente existiu como tal.

 

A mudança começou ainda na segunda metade da década de noventa, quando após três derrotas consecutivas na sua pretensão presidencial, Lula e seus comandados abandonaram a sua velha rejeição por alianças amplas e heterogêneas e trocaram a bandeira de um socialismo extremado por uma indefinida roupagem social democrata. O discurso raivoso contra tudo e contra todos foi abandonado. A permanente mobilização de setores sindicais e movimentos populares também foram substituídos por um comportamento menos agressivo e pelos acordos e conchavos bem a gosto dos partidos tradicionais.

Essa mudança já vinha se processando antes mesmo da candidatura de Lula em 2002 e da famosa "Carta aos Brasileiros", na qual era exposto o compromisso de manter os contratos internacionais firmados pelos governos anteriores. Com isso, os petistas tentavam afastar quaisquer insinuações de que iriam mergulhar o país numa perigosa aventura política, e tentavam atrair os votos da classe média e de setores do empresariado, o que de fato ocorreu. O sectarismo e o maniqueísmo, marcas registradas do partido de Lula pareciam coisas do passado.

A ascensão ao poder, emoldurada pelo slogan de que "a esperança venceu o medo" sinalizava que havendo tomado juízo  o PT poderia liderar um processo de modernização política do país, na qual a consolidação  da democracia, a estabilização da economia, a acentuação da justiça social e o aprimoramento da ética nas relações públicas caminhariam juntos. Mas não foi o que se viu.

O que se viu foi o PT apoderar-se dos principais cargos da administração federal e das estatais, e distribuí-los entre correligionários, apaniguados, e familiares; o que se viu foi governo petista aumentar de forma descomunal os quadros da administração, inflar os gastos públicos, especialmente com propaganda; o que se viu foi a administração petista onerar a sociedade com o aumento fabuloso da carga tributária; finalmente, o que se viu foi o governo do PT estabelecer uma maioria no Congresso ao preço da prática do mais explícito e despudorado fisiologismo que se tem notícia.

O coroamento de tais práticas não poderia ser outro que não a descoberta do mais amplo esquema de corrupção da História Republicana. Dirigentes partidários, ministros, parlamentares e empresários movimentaram milhões de reais num esforço para manter sólida a aliança que sustentava Lula no poder. A revelação do esquema fez cabeças importantes rolarem e atirou no lixo a boa fama que ainda restava ao partido de Lula.

Numa mistura da esperteza de Lula com  a incompetência da oposição, o presidente conseguiu escapar mais ou menos ileso do imbróglio do mensalão. Mas o PT não mais se recuperou do golpe. Perdeu definitivamente a identidade, e principalmente a parcela de influência sobre o governo Lula. Transformou-se, no Congresso e no Executivo, num mero coadjuvante, obediente e submisso, e teve que engolir  o crescimento do prestígio do PMDB junto ao presidente.

Despudorado, assumidamente fisiológico e completamente imune a crises de consciência ou de falso moralismo, o PMDB passou a servir melhor aos propósitos pragmáticos de Lula, tanto no que tange à "governabilidade" quanto no que diz respeito à sucessão presidencial.

A crise no Senado e o apoio oficial do PT à permanência de José Sarney na presidência da Casa expuseram definitivamente as chagas do partido. Desnorteados, os petistas partiram para o salve-se quem puder. Alguns, como Marina Silva e Flávio Arns, saltaram do barco a tempo de tentarem salvar o seu cacife eleitoral em outros partidos. Outros mergulharam num processo hamletiano, da escolha entre os ditames da consciência ou a submissão vergonhosa de suas consciências aos ditames do chefe. No caso do senador Aloísio Mercadante, prevaleceu a segunda opção.

Juntar os cacos do PT não será tarefa fácil. O partido que se pretendia modelo de ética, coerência, organização e pureza ideológica, hoje é uma caricatura de si mesmo. Falta ética, falta espírito público, falta compostura e falta democracia. Mas sobretudo faltam políticos com o mínimo de vergonha na cara.


http://blogdofasoares.blogspot.com

 

 


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo Wiki Repórter
Soares
Divinópolis - MG



Comentários
01
Reporte abuso
Augusto
Contagem 26/08/2009

Gostei do viva coletivo. Se tivesse comecado com "Seu Lula" e tivesse mais 40, daria uma historia das Arábias. Lula Baba e seus quarenta amigos. Aumentos fabulosos de salário para eles e reais de 6% para os aposentados. Como eu gostaria de ser político...


 
02
Reporte abuso
Celso Augusto
Itauna MG 25/08/2009

Viva Sarney! Viva Collor! Viva Renan! Viva Jader Barbalho! Viva Delúbio! Viva José Dirceu ! Viva Genoino ! Viva Berzoini! Viva Palocci! Viva Dilma ! Viva Romero Jucá! Viva Wellington Salgado! Todos brasileiros ilustres que lutam pelo bem-estar e pelo progresso do Brasil!!!! Viva eu !!!


 
03
Reporte abuso
Augusto
Contagem 25/08/2009

Como brasileiro calejado, participando das eleições há décadas por causa da idade, nunca vi nenhum partido confiável. Mas uma mudança tão radical na ideologia, como a do PT, nunca vi. Enfim, e como toda revoluçã, só é boa enquanto não é ela que manda.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2010. Brasil Mídia Digital

jb.com.br